Lucas 23


'E (um dos malfeitores dependurados na cruz ao lado) disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.
E disse-lhe Jesus: Em verdade te asseguro hoje, estarás comigo no Paraíso.' (Lucas 23:42,43)

Ainda temos muito a aprender com Jesus.

Paz!
Duda.

P.S.: estudo completo sobre Lucas 23:43 aqui.

Margarida

Bom diaaa!


Um milhão e trezentos mil dias depois, eis que apareço! TANTA coisa acontecendo ao mesmo tempo que eu, juro, não tive tempo de vir aqui desejar uma feliz Páscoa, que Jesus renasça no coração de vocês todos os dias! Ele ressuscitou, vive e reina para sempre! Uhuuuuuuuu!

Também não tive tempo de vir aqui fazer um post sobre BH como prometido, mas li que no Futilish a minha amiga Cony fez um sobre restaurantes e lugares bem legais que em breve quero conhecer, clica aqui. Além desse post, é só procurar nas tags BH e Belo Horizonte lá no Fufu que tem muita dica legal!

Também não tive tempo, trabalhando em duas áreas completamente distintas, de vir aqui colocar no blog tudo que tenho vivido, visto, conhecido, visitado, feito, refletido, etc. Quero sim fazer post sobre cada uma dessas coisas até para mim, que vez ou outra releio minhas postagens passadas e lembro dos momentos que vivenciei e como traduzi aqui para o blog. 

Espero que meus leitores estejam felizes, na santa paz de Deus e seguindo com fé.

Um beijo,
Duda.


"Todos que estão aqui saberão que não é por espada ou por lança que o Senhor concede vitória; pois a batalha é do Senhor, e ele entregará todos vocês em nossas mãos".
(1 Samuel 17:47)

Ressurreição

Oi gente!

Estive semana passada no cinema para assistir Deuses do Egito e gostei, achei bem interessante, muitos efeitos 3D e tal. Até cômico em várias partes.

Mas eu queria falar sobre um dos trailers que me impressionou MUITO: o do filme Ressurreição (Risen), que eu nem sabia da existência, nem da proximidade do lançamento.

Sinopse I: Às vésperas de um levante em Jerusalém, surgem rumores de que o Messias judeu ressuscitou. Um centurião romano agnóstico e cético (Joseph Fiennes) é enviado por Pôncio Pilatos para investigar a ressurreição e localizar o corpo desaparecido do já falecido e crucificado Jesus de Nazaré, a fim de subjulgar a revolta eminente. Conforme ele apura os fatos e ouve depoimentos, suas dúvidas sobre o evento milagroso começam a sumir.

Sinopse II: O soldado romano Clavius (Joseph Fiennes) investiga o desaparecimento do corpo de Jesus Cristo após ter sido crucificado. Ele vai até Jerusalém, guiado pelo ceticismo e com a missão de desmentir o fato de Jesus ter ressuscitado. Mas à medida em que a investigação evolui, Clavius passa a ter muitas dúvidas.

Vejam o trailer:



UAU! Em algumas críticas e comentários sobre o enredo e trailer, alguns chamam esse filme de 'continuação da Paixão de Cristo'. Obviamente o filme faz uso da licença poética, mas os produtores afirmaram que o filme manterá 'tratamento bíblico fiel da história'. Assim espero, o que não foi o caso de 'Noé' nem de 'Êxodo: Deuses e Reis', apesar de eu ter gostado muito deste último.

Por enquanto não sou capaz de opinar #GlóriaPiresFeelings mas assim que eu assistir eu volto aqui correndo para contar o que achei. 

O filme era esperado nos cinemas em janeiro, mas achei essa época bem mais propícia para ir às telonas: lançamento em 17/3, uma semana antes da Páscoa.

Um beijo,
Duda.

Feminice do dia: nosso dia!

Oi lindas!

Eu sei que o nosso dia internacionalmente oficial foi ontem, 8 de março, mas vim aqui hoje porque sim! Ontem postei homenagens em quase todas as minhas redes sociais (no Snap: eduarda.86 e no Twitter e Instagram @eduardarafaela).



Para nos inspirar, o texto de Provérbios 31, na versão A mensagem. O texto quase todas as mulheres cristãs já leram, mas que deveríamos reler todos os dias para nos inspirar, exortar, orientar e ensinar:


“Uma boa mulher é difícil de encontrar, ela vale muito mais que diamantes. 
O marido confia nela sem reservas, e disso nunca se arrependerá. 
Ela não é irritada e o trata muito bem por toda a vida.
Ela compara preços, em busca dos melhores fios de lã e de algodão, e se alegra em tricotar e costurar. Ela é como um navio mercante, que navega até os lugares mais longínquos e traz surpresas exóticas.
Ela se levanta antes do amanhecer, prepara o café da manhã para a família e organiza seu dia. Examina um campo e o compra e depois, com o dinheiro que poupou, planta uma horta.
A primeira coisa que faz de manhã é vestir-se para o trabalho: ela arregaça as mangas, ansiosa por começar. Compreende o valor de seu trabalho e não tem pressa de dar o dia por encerrado. 
Ela é habilidosa nos serviços do lar e da família, proativa nas tarefas da casa.
Ela não demora para acudir os que estão com necessidade; estende a mão para socorrer o pobre. Ela não se preocupa com a família quando neva; suas roupas de inverno estão todas consertadas e prontas para uso.
Ela mesma faz as roupas que usa, e se veste de roupas de linho coloridas e vestidos de seda.
Seu marido é muito respeitado quando se reúne com as autoridades locais.
Ela desenha vestidos e os vende, leva blusas que tricotou para as lojas de roupas. Suas roupas são benfeitas e elegantes, e ela sempre encara o dia de amanhã com um sorriso.
Quando abre a boca, sempre tem algo importante a dizer e sempre o diz com toda a gentileza.
Ela é atenta a todos os de sua casa e mantém todos eles ocupados e produtivos. Os filhos a respeitam e dela falam bem; o marido não economiza elogios: “Muitas mulheres têm feito coisas maravilhosas, mas você superou todas!”.
O encanto pode enganar, e a beleza logo desvanece. A mulher que merece admiração é a que vive no temor do Eterno. Dê a ela tudo o que ela merece! Adorne sua vida com elogios!” 

(Provérbios 31:10-31 -- A Mensagem)

Um beijo,
Duda.

João 21

Senhor, Tu sabes de tudo. E Tu sabes que te amo. 
(João 21:17-19)

São muitos os que acessam este blog e que não tem um profundo entendimento das escrituras. Eu também não tenho conhecimento teológico tããão profundo assim, gostaria de ter mais. Talvez um teólogo ou estudioso que também acesse este blog ria de algumas coisas, ou até tenha muito a acrescentar. Mas, enfim, este é um blog de uma jovem cristã, não é um blog teológico.

Falei isso porque considero isso aqui um quase diário virtual, um espaço em que eu posso escrever o que eu quiser na hora que eu sentir vontade. Foi por isso inclusive que este blog foi criado, em julho/2011. Já fiz parte de inúmeros blogs e sites voltados ao público cristão que eu tinha definida até a quantidade de linhas para escrever! Tinha um tema escolhido previamente e eu até gosto de falar sobre determinados temas - as tags estão aí por isso - mas não por obrigação!

Eu também não lembro de todos os temas que já escrevi neste blog e em outros nos últimos 10 anos, mas tenho certeza que sobre esse texto de João 21 eu nunca escrevi. E nem como, por muitas vezes, eu sou o Pedro da história. Quem nunca? Em minha caminhada cristã, real e virtualmente, eu faço questão de deixar claro quem eu sou. Erro? Óbvio que sim! Mas meu arrependimento, não como choro mas como real mudança de postura, sempre acontece e sempre tiro um testemunho maravilhoso das minhas experiências com Deus.

Mar da Galileia

O texto de João 21 nos ambienta no Mar de Tiberíades ao norte de Israel e que, para quem não ligou o nome ao local, é o conhecido Mar da Galileia - que na verdade não é mar: é um lago de água doce e tem como principal afluente o Rio Jordão, e este segue para o Mar Morto. Grande parte do ministério de Jesus se deu naquele lugar, que foi também 'cenário' de muitos dos Seus milagres.

O texto continua e descreve uma pesca, após terem respondido os discípulos a Jesus que não tinham o que comer (v.5); quando voltaram do Mar, viram Jesus assentado com um peixe e pão (v.9). Esta era a terceira vez que Jesus se manifestava ao seus discípulos depois de ter ressuscitado dentre os mortos (v.14).

Logo após, lá vem Jesus com perguntas difíceis a Pedro: 'Amas-me mais do que estes? Apascenta minhas ovelhas' (v.15-17). Perguntou Jesus por três vezes - guardem este número. E a resposta de Pedro é a que eu e você comumente fazemos em oração ao Senhor: 'Senhor, Tu sabes de tudo; Tu sabes que eu te amo' (v17). Pedro afirmou isto a Jesus por três vezes.

Sim, Ele sabe de tudo. Mas por que a pergunta? Porque 3 capítulos antes este mesmo Pedro o negou. Assim como Jesus o disse que ele faria. Por três vezes. (João 18: 17, 25, 27).

Quantas vezes nesta vida você negou Jesus? 3? 3³? 3x3³³³³³³³³³³? Por quais motivos? Vergonha? Medo de ser taxado ou rotulado? Raiva porque algo na vida não aconteceu como você queria? No meu caso eu lembro bem quando e por qual motivo O neguei. E me arrependi, dizendo as mesmas palavras de Pedro: 'Senhor, Tu sabes de tudo; Tu sabes que eu te amo.' Após essa minha declaração a Ele, e meditando nesse texto, escrevi até uma música - quem sabe um dia minhas letras viram mais uma tag aqui no blog?

Declare o seu amor por Ele. Ele sabe de tudo, mas afirme com suas palavras o que você tem em seu coração.

Um beijo,
Duda.

Manda seu recado!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inspire-se

Palavra para você!