domingo, 18 de janeiro de 2015

Feminice do dia:maternidade

Oi meninas (e meninos)!

Eu sei que tem meninos que leem o blog, alguns pais, mães e pessoas que gostariam de ter filhos.

Tive duas mães. A minha avó materna era 'mainha'. E a minha mãe biológica era 'mamãe'. Afora as brincadeiras das professoras na escolinha sobre quem era mamãe e quem era mainha, eu amei poder ter sido criada pela mãe e pela avó! Eram personalidades diferentes, eram papéis diferentes, mas ao mesmo tempo ambas eram a revelação do que é ser mãe. As duas tinham satisfação em casa e minha mãe, que também tinha uma vida profissional e acadêmica ativas, nunca negligenciou o seu papel.

Mas por que esse tema agora? Porque muitos querem ter filhos, mas não querem ser pais e mães.


Antes eu generalizava, mas, após ler o texto 'A geração de mulheres que não querem ter filhos', da minha amiga Cony no Futilish, eu mudei minha opinião. Realmente existem pessoas que não nasceram para isso! Que não têm o dom, que se acham egoístas demais, que não têm tempo ou que simplesmente tem outras prioridades na vida. Muitos são os argumentos e posso não concordar com a maioria deles, mas mudei minha opinião por não querer ver crianças negligenciadas por pessoas que não as queriam, por não querer ver crianças em lares onde não são bem vindas ou por não serem prioridade na vida de muitos - sim, criança é sempre prioridade, moral e legalmente

Ao mesmo tempo, algumas pessoas nasceram com esse dom, mas não podem gerar filhos de forma natural. Adoção pode ser uma saída, porque são filhos que não nascem no ventre, mas nascem no coração. Adotar significa dotar de amor. Inclusive #ficaadica para os pais e mães naturais: adotem seus filhos no coração. Apenas ter, como ter um carro ou uma bolsa, não basta.

Não tenho filhos, e recentemente estive pensando muito sobre o assunto. Deixei o egoísmo de lado há muitos anos, e olho para todas as crianças que me cercam da mesma forma: com muito amor. Amo-as como se minhas fossem. Adoto todas em meu coração.

Um beijo nos kids de vocês,
Duda. 

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Filha

Sempre me amando assim
Braços abertos, carinho sem fim
Seu olhar, Sua voz quando fala comigo
Faz bater mais forte o coração

Sempre me amando assim
Braços abertos, cuidado sem fim
Seu olhar, Sua voz quando fala comigo
Faz bater mais forte o coração


Meu Pai, meu Pai
Tudo o que eu quero é Te amar
Meu Pai, meu Pai
Tudo o que eu preciso é desfrutar
Do Teu amor, da Tua companhia
Da Tua proteção, da Tua sabedoria
E quando eu crescer
Não vou deixar de ser
Simplesmente filha

Meu Pai, meu Pai
Tudo o que eu quero é Te amar
Meu Pai, meu Pai
Tudo o que eu preciso é desfrutar
Do Teu amor, da Tua companhia
Da Tua direção, da Tua sabedoria
E quando eu crescer
Não vou deixar de ser
Simplesmente filha

Soundtrack:

Noites

‘O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.’ (Salmos 30:5)




Sempre que leio esse texto as minhas esperanças se renovam. Porque ele fala sobre isso: as aflições virão, o dia mau virá, o lamento, os problemas acontecerão. Mas logo a recompensa também virá. O sol voltará, a luz, a paz, o amor, o descanso, o entendimento...

Até que mais uma noite chegue.

Noite e dia no texto representam momentos ruins e bons. Só que, com a leitura do versículo, sempre esperamos os dias bons! Jesus nos disse ‘no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo: eu venci o mundo’ (João 16:33) e que, por isso, não deveríamos temer. Ele nos alerta sobre os dias maus, mas nos conforta quando afirma que já venceu. Também é promessa que as águas (problemas) não nos afogariam, e o fogo (provações) não nos queimaria (Isaías 43:2). Ainda assim, humanos que somos, com todas as nossas fraquezas, temos muita dificuldade em passar por tudo isso se não nos voltarmos para Deus. 

Quando a manhã vier aproveite-a, dê graças a Deus e confie. Não esqueça-O nos dias de sol, nem esqueça que nas noites mais escuras Ele estará com você.

Força!

'Porquanto o SENHOR é bom e seu amor leal dura para sempre; 
sua fidelidade acompanha todas as gerações.' (Salmos 100:5)

Soundtrack:
Tu és bom, Ana Paula
Meu coração, DT14
Jardim secretoLudmila Ferber


sábado, 10 de janeiro de 2015

'Peça a Deus que abençoe seus planos e eles darão certo.
(Provérbios 16:3)

'Teus pensamentos, Teus planos pra mim, Teus sonhos de amor são mais, 
bem mais elevados que os meus.
Teus sonhos de amor, Senhor.'

Os últimos anos da minha vida, especialmente os últimos meses e dias têm sido muito importantes para mim. Na verdade eu estou me sentindo um bambu. É.



Explico: o bambu-chinês, para quem não sabe, depois de plantada a semente, não se vê nada por aproximadamente cinco anos, "exceto um lento desabrochar de um diminuto broto a partir do bulbo. E durante cinco anos, todo o crescimento é subterrâneo, invisível a olho nu, mas… uma maciça e fibrosa estrutura de raiz que se estende vertical e horizontalmente pela terra está sendo construída. Então, no final do 5º ano, em uma única estação de 3 ou 4 meses, o bambu-chinês cresce até atingir a altura de 25 metros."

Uau.

Depois que li isso fiquei me sentindo comida de panda.

Porque há anos eu tenho sido preparada e capacitada pessoal, espiritual e profissionalmente e, por vezes, não vejo resultados. Já conquistei algumas coisas em ambas as áreas, mas aquele florescer de 25 metros like a bambu eu ainda não vivenciei. Por vezes deixei de fazer planos, deixei o vento me levar, fiquei meio que à deriva, e também já tive momentos de foco e disciplina total, como nos últimos meses. Nas duas ocasiões, eu pude experimentar a diferença que há entre seguir qualquer caminho e viver trilhando um caminho para conquistar um objetivo. A segunda opção é a melhor. Mas ainda assim...

Essa semana certamente darei um passo importante na minha vida profissional e, como vida é uma coisa só, um todo indissociável, os resultados beneficiarão todas as outras áreas, planos e projetos que eu possa vir a fazer - e, na verdade, já os tenho feito. Peço a Deus que abençoe cada um deles.

Um beijo,
Duda.

Soundtrack: